16 de julho de 2009

Homens: Entendê-los ou Compreendê-los?

Todas as mulheres criticam a maneira pela qual a sociedade defende e aceita as atitudes relacionadas ao homem.
Se o casamento acabou, a culpa é da mulher, que não conseguiu manter acesa a chama da paixão. Se os filhos "aprontam", a culpa é da mulher que não soube educá-los. Se a organização da casa não funciona, a culpa é da mulher que não soube administrá-la.
Para os homens cabe somente a responsabilidade de sustentar a família. O resto fica tudo para a esposa: lavar, passar, cozinhar, limpar, trabalhar fora, levar e buscar as crianças na escola, levar pra passear, verificar as lições de casa, colocar para dormir, saber seus medos, anseios, desejos, gostos, alegrias e etc. Ufa! Muito não? Comparado ao "TRABALHO" que o homem tem por ser o chefe da família.
Não sei porque alguns homens receiam de sair da casa de seus pais para se casarem, afinal, irão continuar com a mesma boa vida de antes, somente trocarão de lar.
É este o papel antigo e atual da mulher na sociedade. Podemos agora disputar cargos no mesmo pé de igualdade com um homem, porém, dentro do lar, o que mudou? Nada. É mais uma tarefa em que devemos nos preucupar.
E quando ficamos atoladas de trabalho, dentro e fora de casa, com filhos para criar, não temos tempo de cuidar de nós mesmas. E então ouvimos: - Nossa, como você está relaxada!



Pois é, criamos a ilusão de que o homem nasceu com um gelo no lugar do coração, mas não é verdade. De onde vem as mais singelas e bonitas demonstrações de arte: seja na música, na pintura, no poema? Quem é que faz, cria, compõe, escreve? A maioria são homens.
Sim, homens sensíveis, iguais a nós mulheres. Almas que aprenderam a demonstrar seu amor pela vida atráves de algo que quase ninguém percebe.
Quando ouço uma música composta por um homem, esqueço de tudo que já ouvi falar sobre o coração frio e gelado imposto a eles. Pois, eles não podem demonstrar sentimentos, caso contrário, não serão aceitos por esta sociedade preconceituosa, a qual fazemos partes caras amigas.
Quando vejo alguma arte produzida pelo sexo masculino, consigo enxergar a pureza e beleza desta alma que não viu outro meio de mostrar seus sentimentos, a não ser pela maravilhosa forma de amar a vida: a arte.
Enquanto isso, nós mulheres, que fazemos parte desta sociedade machista e insensível (não por culpa somente dos homens, que fique claro) continuamos nos iludindo com a ideia do "gelo no lugar do coração" de um homem. Ai se nós soubessemos.

Letícia Iambasso

5 comentários:

Adans Jefferson disse...

Muito perpicaz a observação sobre o que existe por trás do exteriótipo que, muitas vezes, os homens acabam se sentindo pressionados a adotar.

Letícia Iambasso disse...

Obrigada Adans!!!

Felipe disse...

Então, concordo em algumas partes do seu texto, mas discordo. Acho que essa visão de que o homem, é o chefe da família, ele só trabalha, acho muito anos 80 ehehehee.. muita coisa mudou.
Ainda existe preconceito com as mulheres? Claro que existe, e eu apoio cada mulher que quer ocupar um cargo alto em uma empresa, enfim, minha visão sobre isso é neutra, não consigo mais enxergar apenas a mulher em casa, limpando, passando e cuidando dos filhos e o homem trabalhando o dia todo. Tudo mudou, hoje em dia é necessário que os dois trabalhem para garantir o sustento da casa. Agora, que devem existir maridos ignorantes que pensam dessa maneira, com certeza existem, mas acho que as mulheres estão se saindo tão bem, que casos como esses estão desaparecendo cada vez mais.

Vanessa disse...

adorei, mas vc poderia ter escrito algo mais tipo nakela parte la das mulheres q trabalham em casa, q trabalham mto mais as vezes q as de fora e os homens nao dao valor, e ressaltar mais q nós mulheres somos poderosas nos sangramos todo mes, temos o dom de gerar filhos, q a sensibilidade de um homem nao importa...nos devemos ser femininas e nao feministas sei lá...da pra dar uma viajada mais ou menos nessas palavras ai..rsrsr mas ta lindo demaissss
bjaooo

DoraCris disse...

Fantástico. parabéns!!!!